Pesquisar Atividades
Busca:    

NomeCampeonato Municipal de Bochas
MunicipioIVORÁ
TipologiaLazer e Jogos Populares
Participantes SecundarioVaria em torno de 7 a 8 comunidades.
MateriaisBochas, súmulas, canchas.
LocalComunidade Linha Um
SinteseÉ um evento que acontece aos sábados a partir das 14 horas nas canchas das comunidades do interior e da sede do município, através do carnê de jogos. Existe o turno e returno das equipes, ou seja, todas as equipes das chaves se visitam entre si para a realização dos jogos.
ObjetivoOportunizar os esportistas adeptos a bocha, um evento que envolva amizade, competição, e integração de clubes/entidades.
DesenvolvimentoREGULAMENTO DO CAMPEONATO MUNICIPAL DE BOCHAS – EDIÇÃO 2008 PRIMEIRAS CONSIDERAÇÕES O Horário de início dos jogos será as 13:30 hs com 30 min de tolerância. A equipe visitante deverá ter no mínimo 09 (nove) integrantes para a refeição, não obtendo esse número, deverá ser pago a diferença. O horário da refeição será as 20 hs com intervalo de 1 (uma) hora. As equipes que desejarem trocar a data e/ou o local dos jogos deverão fazer acordo entre si, respeitando o disposto no regulamento, onde a rodada deverá ser realizada antes da próxima marcada no carnê, valendo também para as datas 02 e 09 de agosto de 2008, previamente combinado em reunião, exceto, a última rodada da fase classificatória, onde todos os jogos deverão acontecer simultaneamente na mesma data e horário. DA REGRA E DA SUBORDINAÇÃO Art. 1° - O presente Regulamento deve ser observado em todos os campeonatos e Torneios Municipais de Bochas e serve para todas as categorias e modalidades. Art. 2° - Os Campeonatos e Torneios Municipais de Bocha deverão obedecer aos ditames da Regra Sul-Americana Do Desporto Da Bocha em vigor. Art. 3° - As datas para a realização dos campeonatos e torneios municipais de bocha serão marcadas pelo Núcleo de Desporto. DA ASSEMBLÉIA Art. 4° - Cada campeonato ou torneio municipal de bocha deve ser iniciado com uma assembléia, onde participará o dirigente do desporto, o conselho municipal de desporto e um (1) representante de cada clube participante do evento. § Primeiro – Os trabalhos da Assembléia serão desenvolvidos conforme agenda previamente organizada pelo núcleo de desporto. §Segundo – somente terão direito a palavra e ao voto na assembléia, os representantes credenciados. DAS INSCRIÇÕES Art. 5° - Cada equipe deverá inscrever atletas na ficha de inscrição, sendo que somente os inscritos deverão assinar a súmula de jogos e participar do evento. § Primeiro – Ao inscrever o atleta na ficha de inscrição o mesmo deverá preencher uma Ficha de Cadastro de Atleta onde será possível ter registro do atleta junto ao Núcleo de Desportos. Art 6°- O atleta que tomar parte em uma partida deve assinar a súmula. § Primeiro – O atleta para participar do campeonato de bochas 2008 deverá enquadrar-se em um dos seguintes itens: (a) Morar no município; (b) Trabalhar no município; (c) Estudar no município desde o inicio do ano letivo; (d) Ter os pais residindo no município e ser solteiro; (e) Tradicionais participantes listados em ata; § Segundo – Após um atleta ser inscrito por uma equipe o mesmo não poderá ser transferido para a outra equipe na mesma competição, caso isto venha ocorrer o atleta será suspenso da competição e a equipe perderá os pontos da partida que o mesmo tenha participado, e os pontos desta partida será revertido para o adversário; § Terceiro – O atleta terá o livre arbítrio de optar em qual entidade jogar, estando ele desobrigado a jogar somente em sua comunidade. DA DISCIPLINA Art 7° - É vedado aos atletas protestarem por palavras ou gestos que venham a ser interpretado como falta de respeito às decisões do árbitros ou praticar atos que signifiquem ofensa aos co-irmãos, aos Árbitros, coordenadora do Núcleo do Desporto e membros do CMD (quando estiver representando os seus devidos poderes acima descritos), ficando nesse caso sujeito às penas legais segundo o Código Disciplinar; Art. 8° O atleta que se conduzir inadequadamente, á julgamento do árbitro, com gestos ou palavras, perturbar ou dirigir-se de maneira antidesportiva ao adversário, companheiro, torcida ou ao árbitro será feito um comunicado ao capitão da equipe ou o responsável e em caso de reincidência será relatado em súmula e o atleta substituído, não podendo o infrator permanecer no recinto da disputa. Art. 9° Todo atleta que receber uma punição poderá ser incluído em um dos itens abaixo: (a) Ofensas morais aos árbitros (b) Desrespeitos aos adversários (c) Desrespeito a torcida (d) Desrespeito ao árbitro (e) Desrespeito a componentes da organização (f) Tentativa de agressão física a componentes da organização e ao árbitro (g) Agressão física ao adversário (h) Agressão física a torcida (i) Agressão física aos coordenadores, membros do CMD, e ao árbitro. § Primeiro – Os atletas e/ou dirigentes citados em súmula e enquadrados num destes itens serão punidos da seguinte forma: a) Itens (a) , (b), (c) , (d), e (e),...........suspensão automática por 3 (três) jogos do campeonato municipal de bocha 2007. b) Itens (f) , (g), (h), e (i),................suspensão automática, enquadramento no Código Disciplinar e julgamento pela Junta Disciplinar. § Segundo – Os atletas ou dirigentes punidos no campeonato municipal de bochas 2008, que não tenham cumprido sua pena no mesmo, deverão fazê-lo no próximo campeonato de bochas promovido pelo núcleo de desporto. (o atleta estará punido do campeonato que disputou). DOS PROTESTOS DOS PROTESTOS EM SÚMULA Art. 10° - Havendo protestos em súmula, os mesmos serão deliberados pelo coordenador do núcleo de desporto. § Primeiro – Todo e qualquer protesto em súmula deverá ser feito em forma de oficio destinado à organização do evento sendo que o mesmo deverá ser assinado pelo presidente da entidade. § Segundo – As provas de protestos deverão ser apresentadas pela agremiação reclamante bem como as provas para inscrição de atletas caso a comissão organizadora julgar necessário. § Terceiro – As equipes terão como prazo para apresentação de protestos até as 16 horas da segunda – feira seguinte ou o primeiro dia útil da semana após o jogo e o mesmo deverá ser entregue juntamente com as provas no núcleo de desporto. § Quarto – Comprovada a irregularidade, o clube infrator perderá os pontos e os pontos serão revertidos para o adversário. DA COMPETIÇÃO Art. 11º - Os jogadores e árbitros deverão apresentar-se uniformizados para participarem dos jogos. Art. 12º - Todos os jogos serão disputados até 15 pontos. Art. 13º - Cada equipe poderá efetuar uma substituição em cada jogo. Art. 14º - Os atletas deverão assinar a súmula antes de cada jogo. Art. 15º - Em caso de WO num dos jogos, as equipes terão 30 minutos para o próximo jogo. DAS RESPONSABILIDADES Art. 16° - O clube que receber seu co-irmão ficará responsável através de sua diretoria, pela segurança dos atletas e torcida, reprimindo quando necessário para que não prejudique o bom andamento da partida e do evento. DA ARBITRAGEM Art. 17° - Os árbitros serão indicados pelos clubes disputantes. § Primeiro – O árbitro da partida poderá ser substituído com a concordância e com a assinatura dos dois capitães dos clubes, registrando o ato de substituição em súmula; § Segundo – Haverá juiz de raia somente quando julgado necessário e de pleno acordo entre os capitães das equipes disputantes, devendo uma vez que solicitado o juiz da raia para uma determinada partida deverá ter juiz de raia nas outras partidas disputadas entre estas equipes. § Terceiro – a ordem dos árbitro será a seguinte: 1º árbitro da equipe anfitriã, 2º árbitro da equipe visitante e 3º árbitro da equipe anfitriã. Art. 18° - Ao árbitro caberá antes do inicio da primeira partida vistoriar junto com os capitães as canchas e dar condições de jogo caso não haja condições, o juiz deverá registrar em súmula; Art. 19° - A partida que for suspensa por qualquer motivo deverá ser jogada antes da próxima rodada marcada pelo carnê; Art. 20° - Em caso de suspensão de uma partida, o árbitro da mesma deverá marcar com sinal próprio a colocação das bochas de cada clube bem como quantas bochas cada clube tiver para jogar constatando em súmula; Art. 21° - Havendo algum dos jogos suspenso por qualquer motivo, o árbitro da partida deverá descrever com o máximo rigor o motivo e também citar em súmula todos os atletas e demais pessoas envolvidas no incidente; Art. 22° - A arbitragem para a fase final será sugerida pela organização do evento. Art. 23° - As súmulas e os termos de comum acordo que por ventura as equipes vierem a fazer serão fornecidas pelo Núcleo de Desportos DAS MODALIDADES Art. 24° - A modalidade do campeonato municipal de bocha terá a seguinte formação: 03 (três trios) DA CLASSIFICAÇÃO Art. 25° - Na fase classificatória será considerada classificadas as duas melhores equipes de cada chave que obtiverem maior número de pontos. § Primeiro – Havendo empate entre duas ou mais equipes, será levado em conta o confronto direto entre as equipes; § Segundo – Em caso de persistir o empate, será classificada a equipe que obtiver o maior saldo de bochas na fase em disputa; § Terceiro – Em caso persistir o empate a vaga será decidida em sorteio. SEMIFINAL Art. 26° - Na fase semifinal e final se acontecer o empate entre as equipes disputantes o critério de desempate será uma partida extra na modalidade de 01 (um) trio (trio seleção) na cancha em disputa. FINAL Art. 27° - O mando de cancha na fase semifinal e na fase final será de livre escolha da equipe mais bem classificada na fase anterior. DA PREMIAÇÃO Art. 28° - Serão agraciados com prêmios: 1° Lugar: Troféu e Medalhas. 2° Lugar: Troféu e Medalhas. 3° Lugar: Medalhas. § Único – A equipe vencedora do campeonato municipal de bochas edição 2008 receberá um troféu definitivo, e um jogo de medalhas. CONSIDERAÇÕES FINAIS Art. 29º - Será servido janta na sede do jogo no horário das 20 horas, sendo que a equipe visitante deverá ter no mínimo 09 (nove) integrantes fazendo a refeição ou quando não atingido a número, saldar o restante. Art. 30º - Os Casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora.
Informações-
EventoCampeonato Municipal de Bochas